Início‎ > ‎

Organizadores


O Grupo de Estudos e Pesquisas em Avaliação Educacional – GEPAE, reúne professores/as da educação básica, do ensino superior, estudantes de graduação e pós, diferentes profissionais da educação das Redes Públicas e Privadas, desde agosto de 2000 com o objetivo de estudar, discutir, debater e pesquisar sobre as questões de avaliação em suas diferentes modalidades (para as aprendizagens, institucional e de larga escala ou sistêmica). Ao longo desses anos o grupo acumulou experiências e pretende compartilhar com a comunidade interna e externa contribuindo com o processo de formação continuada de profissionais da educação como também estudantes das licenciaturas no sentido de contribuir com o processo de transformação das práticas pedagógicas no que se refere à avaliação educacional. 


A Escola de Educação Básica - ESEBA/UFU da Universidade Federal de Uberlândia faz parte de um conjunto de dezessete Colégios de Aplicação existentes no Brasil, compondo com as demais Instituições Federais de Ensino Superior, a Rede Federal de Ensino Público Brasileiro. Atende estudantes da Educação Infantil, do Ensino Fundamental e da Educação de Jovens e Adultos, oriundos dos diversos bairros e classes sociais da cidade de Uberlândia. A ESEBA/UFU é classificada, segundo o Ministério da Educação, como um dos dezessete Colégios de Aplicação do Brasil (BRASIL, 2013), e apresenta uma estrutura e funcionamento único na cidade, com propostas pedagógicas e administrativas singulares; professores pesquisadores/as qualificados/as; menor número de estudantes por sala; maior proximidade com as famílias; estruturas de maior apoio ao estudante; com admissão por sorteio; além de servir como referência para outras instituições. No âmbito da Universidade, A ESEBA é considerada uma Unidade Especial de Ensino da UFU que tem por finalidade auxiliar esta Instituição Federal de Ensino Superior a cumprir com seu papel acadêmico e social, fato este que a qualifica como um campo privilegiado para implementação de projetos de ensino, pesquisa e extensão, de formação inicial e continuada de professores/as, assim como grupos de estudos que abram canais de interlocução e apoio entre a educação básica, instituições afins e o ensino superior da cidade e região. O interesse dos profissionais da ESEBA em tal temática emerge dos desafios das próprias práticas avaliativas desenvolvidas no âmbito da avaliação da aprendizagem e da participação nas avaliações externas, e se intensificou a partir do ano de 2005 com o processo de construção do Projeto Político Pedagógico, no âmbito da avaliação institucional. No ano de 2014, a partir de novas discussões e redefinições desse documento, os profissionais da escola organizaram o I Seminário de Avaliação na Educação Básica, com o objetivo de oportunizar o debate, bem como estabelecer aproximações com as novas tendências em avaliação educacional para a Educação Básica, nos aspectos teórico-práticos.



A Prefeitura Municipal deUberlândia por meio da Secretaria Municipal de Educação desenvolve programas e projetos de estudos, pesquisa e intervenção pedagógica no cotidiano das unidades escolares, nas salas de aula, em diversos espaços educativos e no Centro Municipal de Estudos e Projetos Educacionais Julieta Diniz – CEMEPE. Assim busca potencializar reflexões que propiciem às unidades escolares, avaliar, elaborar e implementar intervenções pedagógicas que tenham o objetivo de melhorar a qualidade social da educação. Tendo como principais atribuições a formulação e coordenação da política municipal de educação, bem como a supervisão de sua execução nas instituições que compõem sua área de competência, em 2013 a Secretaria Municipal de Educação instituiu a Rede Pública Municipal Pelo Direito de Ensinar e Aprender no sentido de favorecer a construção coletiva de ações que atuem no enfrentamento das dificuldades de escolarização de cada estudante e na melhoria dos índices de desenvolvimento educacional. Em consonância com os objetivos e metas estabelecidos pelo Plano Nacional de Educação - PNE   elabora uma série de documentos contendo orientações e diretrizes no sentido de fomentar investigações acerca dos processos de escolarização nas Escolas Municipais de Uberlândia e da relação desses processos com o sucesso e o fracasso escolar dos/as estudantes. Considerando a relevância das propostas e ações e a necessidade de aprofundamento sobre as temáticas abordadas pelo documento, surge o interesse de profissionais que trabalham no CEMEPE em criar um espaço coletivo de estudos, análise, discussões, reflexões e de elaboração de propostas de intervenções que contribuam com a melhoria do processo ensino-aprendizagem das unidades escolares. Nesse sentido em 2014 foi instituído o Grupo de Estudos em Avaliação com o objetivo de se tornar um espaço de estudos e discussões sobre processos de avaliação como referencial de orientação para a prática educativa dos/as professores/as e de intervenções pedagógicas mais adequadas aos processos de aprendizagem dos/as estudantes. A partir de então as atividades do grupo se concretizaram a partir da realização de encontros quinzenais para estudos introdutórios sobre a avaliação externa, tendo em vista o espaço e importância que esta assume na realidade da escola e para estudos da avaliação como metodologia pedagógica integrada ao processo de ensino aprendizagem. Além dessas questões, procurávamos aprofundar conhecimentos e compreensões acerca da produção dos resultados educacionais obtidos por meio da avaliação externa (resultados do SIMAVE 2012/2013) e de avaliações internas tendo em vista a implementação, na rede de ensino municipal, do Projeto: Processo de Compreensão e Intervenção Acerca dos Resultados Educacionais, que tem como objetivo fomentar a elaboração de estratégias e intervenções pedagógicas vinculadas à superação da evasão, repetência e reprovação escolares. Nesta perspectiva a realização do I Seminário de Avaliação da Rede Municipal de Educação de Uberlândia tem por finalidade criar um espaço de discussão crítica sobre metodologias de avaliação e o papel que esta desempenha na compreensão das relações entre a escola e a sociedade.


O Instituto Federal de Ciência eTecnologia do Triângulo Mineiro - IFTM - Campus Uberlândia Centro, em consonância com a Lei 11.892/2008, destina vinte por cento de suas vagas para os cursos de licenciatura, ou seja, a formação de professores/as para a educação básica. Nessa perspectiva, torna-se relevante discutir a avaliação educacional nos diversos âmbitos, a fim de contribuir com a formação de seus estudantes do Curso de Licenciatura em Computação e também abrir um espaço de reflexão para os/as docentes que atuam diretamente nos cursos ofertados pela Instituição. A participação e parceria nesse evento garantirá um significativo processo de reflexão sobre as práticas avaliativas no interior da Instituição bem como os impactos das concepções avaliativas na formação dos/as licenciandos/as em computação, consolidando dessa forma um espaço de diálogo e interlocução acerca da qualidade do ensino e da aprendizagem.